Blogger Template

O Papel da Editora do Estado segundo José-Augusto França

Prelo — Na sua opinião, o que distingue uma editora pública de uma editora comercial?

José-Augusto França — a primeira deve assumir os custos de uma programação cultural; a segunda deve assumir os riscos de uma programaçao criativa — a menos que prefira participar de uma programação que sirva os gostos mais comuns do leitorado.

P — O que pensa da evolução da editora INCM nos últimos anos?

J-AF — Positiva a partir das presidências de Vasco Graça Moura e de António Brás Teixiera.

P — Acha que a INCM presta um bom serviço público?

J-AF — Sem dúvida, em relação às suas possibilidades.

P — Indique-nos três títulos do catálogo da INCM de que mais gostou.

J-AF — Prefiro destacar o empreendimento das Obras Completas de vários autores nas suas edições críticas.

P — Indique-nos um título que gostaria de ver publicado no catálogo da INCM.

J-AF — Uma História Crítica do Cinema Português, que podleria ser acordada com a Cinemateca Nacional, considerando a falta de tal obra nas nossas bibliotecas — e prevendo resumos adequados, em inglês, francês e espanhol.

Abril 2015

JAF

0 comentários :

Enviar um comentário

Mais

Outros