PRELO: o blogue editorial e literário

Eis o PRELO, um blogue temático ligado à atividade editorial.

O nome soa certamente familiar a muitos: PRELO foi o título histórico atribuído a uma publicação periódica da Imprensa Nacional, que iniciou a sua primeira série em 1972 como «revista nacional de artes gráficas», e cuja publicação foi retomada em 1983 e novamente em 2006, com a 2.ª e 3.ª séries, contando com os contributos de grandes vultos cultura portuguesa.

É essa a tradição, temporariamente interrompida, que se pretende agora recuperar — a de promover o debate intelectual em torno da cultura — mas fazendo uso dos novos canais que a tecnologia coloca à disposição da comunicação e dos seus dos intervenientes.

Os leitores do PRELO poderão contar com a publicação muito regular de novos conteúdos produzidos internamente; mas também com os frequentes contributos de personalidades de reconhecido prestígio nas respetivas áreas de atividade, e que estejam de alguma forma ligados à INCM.

Entre esses conteúdos, teremos:
  • entrevistas de fundo;
  • notícias da atualidade editorial;
  • recensões literárias;
  • opinião dos nossos autores e parceiros sobre «O papel da editora do Estado»;
  • biografias de autores publicados na INCM;
  • curiosidades ligadas à história da empresa;
  • informação acerca do Prémio de Poesia INCM | Vasco Graça Moura
Com esta nova apresentação, o PRELO constitui-se como um canal de comunicação privilegiado da INCM com o seu público, assumindo-se mais próximo e informal do que a página institucional na Internet, mas mais profundo e elaborado na abordagem dos conteúdos do que a página no Facebook; um canal que transmita o posicionamento contemporâneo da editora do Estado, e que ao mesmo tempo reforce a sua missão de serviço público.

O que desejamos para o PRELO é que venha a tornar-se uma importante referência no contexto editorial, literário e académico, por abordar conteúdos de interesse não só para a comunidade de destinatários habituais das publicações da INCM, mas também para um público cada vez mais vasto de novos leitores e simpatizantes da empresa centenária que é a Imprensa Nacional-Casa da Moeda.

RAS

0 comentários:

Enviar um comentário