«A Portuguesa», um hino para a República



O pintor e compositor Alfredo Keil (1850-1907) compôs a música, por alturas do Ultimato Inglês, em 1890 – como marcha de protesto.

O poeta e dramaturgo Henrique Lopes Mendonça (1856-1931) acrescentou-lhe a letra e, em 1911, após a Implantação da República, A Portuguesa foi adotada como Hino Nacional.

Porém, a sua versão primitiva manifestava um pequeno inconveniente: possuía um âmbito melódico demasiado extenso para ser cantado pelo cidadão comum.

Em março de 1956, foi criada uma comissão incumbida de estabelecer uma versão oficial do Hino Nacional, mais fácil de entoar.

A versão oficial, e ainda em vigor, do Hino Nacional, viria a ser publicada na I Série do Diário do Governo, a 4 de setembro de 1957.




Mais tarde, o compositor e maestro Frederico de Freitas (1902-1980) elaborou a versão sinfónica de A Portuguesa para a Grande Orquestra Sinfónica.


TPR

0 comentários:

Enviar um comentário