Blogger Template

«Montaigne: o conhecimento do mundo e da natureza humana» – Clara Rocha em entrevista ao JL


no JL – Jornal de Letras, Artes e Ideias de 3 de fevereiro de 2016 

Para quem estuda a questão da literatura autobiográfica, Montaigne é um autor fundamental, porque muito cedo fez do conhecimento e da representação de si o projeto não apenas de um livro, mas de uma vida: "c’est moy que je peins", diz ele na nota preambular aos Essais. A aventura que lhe preencheu os dias durante cerca de 20 anos e que fez dele um dos grandes espíritos da cultura ocidental é, em parte, a da descoberta do próprio eu. E, através dele, da singularidade irredutível de cada ser. Tão instável e diversa, tão difícil de apreender que nunca se esgota no gesto de a explorar. Montaigne usa a imagem da água que foge por entre as mãos para falar da experiência da fixação do eu na escrita. Esta é uma questão que está no cerne de toda a literatura autobiográfica.

Numa longa e interesasnte entrevista ao JL, Clara Rocha conta como uma especialista em literatura portuguesa se entusiasma com um pensador francês do séc XVI e se empenha em apresentá-lo sob a forma de um excelente livro de bolso, no 127.º título da já histórica coleção Essencial, publicada pela Imprensa Nacional-Casa da Moeda.

Clara Rocha,
O Essencial sobre Montaigne,
coleção Essencial, n.º 127,
Lisboa, Imprensa Nacional-Casa da Moeda, 2015


Entrevista completa aqui:

https://drive.google.com/open?id=0B1TJkxizP5WuZmN3alREME9ScHM


https://drive.google.com/open?id=0B1TJkxizP5WuRWFWWnR0cWVMNzQ


0 comentários :

Enviar um comentário

Mais

Outros