Blogger Template

CITADOR IMAGINÁRIO #14

por Cláudio Garrudo










e o tempo-antes cresce. Qual balanço,
uísque, livro, fumo azul – a espera!
Adulterado tempo-agora, avanço
da paixão em demência que acelera



Livro: Alexandre O’Neill
«Soneto da Espera»
Entre a Cortina e a Vidraça (1972)
in Poesias Completas 1951/1986
coleção Biblioteca de Autores Portugueses
Imprensa Nacional-Casa da Moeda, 1995, p. 324

© do texto: representantes do autor e INCM; © da imagem: Cláudio Garrudo
Fotografia com dispositivo móvel, INCM, Lisboa, 2016

0 comentários :

Enviar um comentário

Mais

Outros