O poeta brasileiro Eucanaã Ferraz apresenta o seu mais recente livro acabado de sair na Coleção PLURAL



Eucanaã Ferraz, o notável poeta brasileiro nascido no Rio de Janeiro em 1961, acaba de publicar na Imprensa Nacional o seu mais recente livro. Chama-se Poesia, e é a compilação dos poemas que escreveu desde 1990 até ao presente.

Professor de Literatura Brasileira na Universidade Federal do Rio de Janeiro e organizador, entre outros, da Poesia Completa e Prosa de Vinicius de Moraes, da coletânea de letras de canções de Caetano Veloso Letra Só (2002), e do livro de textos em prosa de Caetano O Mundo não É Chato (2004), Eucanaã Ferraz encontra-se atualmente em Portugal a fim de participar no FOLIO, o festival literário de Óbidos que está prestes a começar.

Mas antes, vamos ter o privilégio de encontrá-lo na Biblioteca da Imprensa Nacional, para apresentar o seu novo livro Poesia acompanhado pelos também poetas Pedro Mexia e Jorge Reis-Sá.

Chega a Portugal, antes de aparecer no Brasil, um objeto precioso que reúne a obra de um poeta brasileiro maior. Eucanaã Ferraz é um poeta de uma estirpe rara, um sofisticado poeta dos nossos dias, como são os raros os poetas da delicadeza pura. Uma incomum cintilação e uma extraordinária mestria oficinal marcam toda a sua obra. Brasileiro do século XXI, destacado entre os mais destacados, antes de tudo poeta. Não há exagero nenhum nesta afirmação. Poderia começar de muitas maneiras esta apresentação do seu nome e da sua obra. Seria justo falar de honrarias, dos prémios que recebeu, da repercussão crítica, etc. Prefiro simplesmente colocar o acento no sentido da recompensa maior que nos é dada por recebermos em primeira mão este objeto luminoso, a sua Poesia.

O nome não é desconhecido entre nós. E no Brasil um lugar-comum recorrente nas apresentações da poesia de Eucanaã Ferraz refere uma evidência, a ligação privilegiada do autor a Portugal.


Carlos Mendes de Sousa
in «À Beira da Beleza»,
o prefácio à presente edição


Um grande volume de excelente poesia contemporânea em língua portuguesa, publicado em primeira mão no nosso país, na nova Coleção PLURAL.


20 de setembro, às 18h30, na Biblioteca da Imprensa Nacional.
Rua da Escola Politécnica, n.º 135, em Lisboa


RAS

0 comentários:

Enviar um comentário