LER + 2027 — E vão mais 10: Imprensa Nacional já com 30 títulos no Plano Nacional de Leitura!



São dez os novos títulos da editora pública, a Imprensa Nacional, a integrarem as novas recomendações do Plano Nacional de Leitura (PNL) para 2017/2018, agora que estamos a mês e meio do início de mais um ano letivo.

O Plano Nacional de Leitura disponibilizou a professores, educadores e leitores, de diferentes idades e níveis de ensino, as listas que divulgou esta semana, e onde se acrescentaram, da chancela Imprensa Nacional, livros tão diferentes quanto: O Essencial sobre Charles Chaplin e O Essencial sobre Pablo Picasso, de José-Augusto França, ambos publicados na icónica coleção O Essencial Sobre. Juntam-se também à lista a Poesia Completa de Mário Dionísio, e Estrada Nacional de Rui Laje, ambas incluídas na renovada coleção Plural, que premeia a poesia e homenageia também um grande poeta: Vasco Graça Moura (que idealizou a coleção).

Recomendados estão também os livros infantojuvenis Cara ou Coroa? Pequena História da Moeda, com texto de Ricardo Henriques e ilustrações de Nicolau, e Sou o Lince Ibérico – O Felino mais Ameaçado do Mundo, texto de Maria João Freitas e ilustrações de Tiago e Nádia Albuquerque; ambos da coleção Museu da Casa da Moeda.

Vou ao Teatro Ver o Mundo, de Jean Pierre Sarrazac, editado pela primeira vez pela Gallimard, conheceu em 2016 a sua versão em português com design e ilustrações de Abigail Ascenso. Fruto da parceria da Imprensa Nacional com o Teatro Nacional de São João, este título faz agora parte da lista de sugestões PNL.

Destaque ainda para a grande vida portuguesa de José Saramago – Homem Rio, de Inês Fonseca e João Maia Pinto. Recorde-se que a coleção infantojuvenil Grandes Vidas Portuguesas dedica-se às biografias de personalidades que se destacaram em vários domínios da nossa história. E, por falar em biografias, também duas biografias bilingues: Humberto Delgado (1906-1965) – Coragem, Determinação, Reconhecimento, de Frederico Delgado Rosa; e Almeida Garrett (1799-1854) – O Homem e a Obra, de Clara Moura Soares e Maria João Neto. Ambas publicadas na recente coleção No Panteão Nacional, merecem igualmente a melhor atenção do PNL.

Entre poesia, ensaios, literatura infantojuvenil, biografias e literatura portuguesa, a Imprensa Nacional conta, pela primeira vez, com 30 obras recomendadas pelo Plano Nacional de Leitura!

Do PNL já faziam parte, em 2016:


Acreditamos que continuamos no bom caminho, empenhados em prestar um serviço público de qualidade e em chegar cada vez mais e cada vez melhor a mais leitores.

Recorde-se que PNL foi criado em 2006 para melhorar os níveis de literacia e leitura dos portugueses, promovendo o gosto pela leitura e já tornou público que nos próximos anos vai apostar na «literacia científica e digital» para crianças e adultos e incluirá bibliotecas escolares e instituições de ensino superior. Porque já se sabe e os próprios o afirmam:

A leitura prejudica gravemente a sua ignorância!

Boas leituras!



TPR


0 comentários:

Enviar um comentário