17-04-18 MAPUTO - Apresentação das duas obras distinguidas na 1.ª edição do Prémio INCM/Eugénio Lisboa







As duas primeiras obras distinguidas pelo prémio INCM / Eugénio Lisboa, na edição de 2017 apresentam-se em Maputo.


MUNDO GRAVE 
Autor: Pedro Pereira Lopes
Vencedor da 1.ª edição do Prémio INCM/Eugénio Lisboa 2017

As férias do inspetor especial, Costley Liyongo, decorriam serenamente na cidade de Inhambane, quando um telefonema do diretor da polícia de investigação criminal lhe deixa claro que, devido a uma emergência, era forçosa a sua comparência no serviço.
Num velho prédio, outrora uma espécie de hotel barroco, uma prostituta tinha sido assassinada. Este será o ponto de partida para uma investigação que se irá adensando à medida que os homicídios se sucedem e ganham contornos fantásticos.

Um policial negro e arredio a exotismos, localizado num país que luta ainda pelas suas catarses.
António Cabrita

BEBI DO ZAMBEZE
Autor: António Manna
Menção honrosa do Prémio INCM/Eugénio Lisboa 2017

A escrita de António Manna remete-nos enquanto leitores para universos e memórias da cultura africana. Ao longo de quatro contos, onde a realidade e a fantasia se entrecruzam, envoltos na presença de uma natureza encantada e atuante, são evidenciados temas como maldições, magias ancestrais, rituais e sofrimentos de amor.
Mas António Manna também aborda outro tipo de padecimentos, o de um povo que vive à mercê dos desígnios da guerra e da angustia da morte precoce, seja a que ocorre na savana, no asfalto da cidade ou na vontade do próprio, conforme nos conta em Memórias de uma Alma Errante:

Morri duas vezes, primeiro de morte falsa e depois de morte real, e foi esta última que me transformou definitivamente numa alma errante.


0 comentários:

Enviar um comentário