14-05-18 Apresentação do livro «Poesia e Artes Visuais - Confessionalismo e Écfrase» de Mário Avelar



Título: Poesia e Artes Visuais - Confessionalismo e Écfrase
Autor: Mário Avelar
Apresentação: Isabel Pires de Lima
Coleção: Olhares
Edição: Imprensa Nacional
Data: segunda-feira, 14 de maio
Horário: 18:00 h
Local: Biblioteca da Imprensa Nacional
R. da Escola Politécnica, n.º 135
Lisboa

Poesia e Artes Visuais — Confessionalismo e Écfrase apresenta uma reflexão em torno do confessionalismo, na qual se defende que este não se confina à representação de topoi psicológicos, mas que se densifica, fazendo do texto esse espaço e instante fluidos de inbetweenness, do qual emerge a reflexão ontológica, a reflexão sobre o tempo, sobre as circunstâncias históricas das quais somos, ainda que invisíveis, atores, sobre as tradições estéticas e as memórias que nos interpelam; enfim, o testemunho. Uma reflexão suscitada pelos objetos que, no espaço público do Museu ou na Galeria, atentando no detalhe ou no encontro com o sagrado, nas motivações teóricas ou no mistério do(s) retrato(s), levam o poeta a meditar esteticamente sobre esse entretanto que será a vida; um entretanto que, para alguns, será um entre-Tanto. E tudo isto devido a um encontro estético entre a palavra e a imagem.

Mário Avelar nasceu em Lisboa em 1956. Professor catedrático de Estudos Ingleses e Americanos, publicou os seguintes livros de ensaios: América — Pátria dos Heróis (1994), Sylvia Plath — O Rosto Oculto do Poeta (1997), História(s) da Literatura Americana (2004), Ekphrasis — O Poeta no Atelier do Artista (2006), O Nascimento de Uma Nação — Nas Origens da Literatura Americana (2008), O Essencial sobre William Shakespeare (2012), O Essencial sobre Walt Whitman (2013). É autor dos romances: Pentâmetros Jâmbicos (2008) e Inveja — Uma Novela Académica (2010). A sua poesia reunida é publicada pela Imprensa Nacional sob o título Coreografando Melodias no Rumor das Imagens (2018).


0 comentários:

Enviar um comentário