«Paulo Nozolino: “Entre vós estão cínicos, invejosos e inimigos. Se tivessem coragem sairiam neste momento da sala”», por Miguel Cadete


Fotografia: Ana Baião


A coleção Ph., que se propõe fixar a obra dos mais importantes fotógrafos portugueses, teve o seu primeiro volume publicado em novembro de 2017. A honra do pontapé de saída coube a Jorge Molder.O segundo livro foi ontem apresentado à sociedade e ocupa-se do corpo de trabalho de Paulo Nozolino.
(...)
Cláudio Garrudo, o editor da coleção, tinha falado antes, explicando o objecto e a periodicidade desta coleção - dois volumes por ano. Ainda antes, Duarte Azinheira, diretor de publicações da INCM, tinha relevado a importância destas publicações, a um preço módico, €19, no vasto contexto do trabalho que é próprio da Imprensa Nacional e onde não é descabido "devolver a obra aos seus autores". Sérgio Mah, que colaborou com Paulo Nozolino na escolha das fotografias e produziu um dos textos presentes no livro, recorreu às memórias desses dias, em que juntos abriram caixas e mais caixas para selecionar o que se lhes afigurou importante. Já Rui Nunes, autor do segundo texto deste segundo volume da coleção Ph., sublinhou a importância da fotografia de Paulo Nozolino para dar a ver aquilo que está entre fragmentos.

0 comentários:

Enviar um comentário