28/06/18 Apresentação «Da Vida da Obra Coreográfica» com Rui Vieira Nery



Título: Da Vida da Obra Coreográfica
Autor: Maria José Fazenda
Apresentação: Rui Vieira Nery
Coleção: Fora de Coleção
Edição: Imprensa Nacional
Data: quinta-feira, 28 de junho
Horário: 19:00 h
Local: Biblioteca da Imprensa Nacional
R. da Escola Politécnica, n.º 135
Lisboa

Uma obra coreográfica é um universo de representações pelas quais os agentes envolvidos refletem deliberada e criativamente sobre as suas experiências. Indissociável do contexto político, artístico e sociocultural que a anima, a obra persiste pela ação dos coreógrafos que a transmitem ou retrabalham e dos bailarinos que a materializam no seio de uma estrutura concreta, uma companhia de dança.
Em Da Vida da Obra Coreográfica consideram-se as circunstâncias em que uma obra é criada e os processos que asseguram que ela seja reapresentada em diferentes momentos e lugares, ressurgindo, reinterpretada, também na Companhia Nacional de Bailado, uma instituição portuguesa investida, simultaneamente, da responsabilidade de manter vivas obras do património da dança e de produzir novas criações.

Maria José Fazenda é professora coordenadora na Escola Superior de Dança do Instituto Politécnico de Lisboa e investigadora integrada do CRIA – Centro em Rede de Investigação em Antropologia. É doutorada em Antropologia pelo ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa, mestre em Antropologia Social e Cultural e Sociologia da Cultura e licenciada em Antropologia pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. Fez o Curso de Dança do Conservatório Nacional, instituição onde também lecionou técnica de dança clássica. Foi crítica de dança do jornal Público. É autora, entre outras publicações, de Dança Teatral: Ideias, Experiências, Ações, 2.ª edição revista e atualizada pela Colibri, Instituto Politécnico de Lisboa, 2012 [Celta, 2007].
Rui Vieira Nery nasceu em Lisboa em 1957 e iniciou os seus estudos musicais na Academia de Música de Santa Cecília, prosseguindo-os no Conservatório Nacional de Lisboa. Licenciado em História pela Faculdade de Letras de Lisboa (1980), doutorou-se em Musicologia pela Universidade do Texas em Austin (1990), que frequentou como Fulbright Scholar e bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian. Professor Associado da Universidade Universidade Nova de Lisboa, orientou um vasto número de mestrados e doutoramentos em universidades portuguesas, espanholas e francesas. É investigador do Instituto de Etnomusicologia – Centro de Estudos de Música e Dança e do Centro de Estudos de Teatro. Na Fundação Calouste Gulbenkian foi Diretor-Adjunto do Serviço de Música (1992-2008) e Diretor do Programa Gulbenkian Educação para a Cultura (2008-2012), e é presentemente Diretor do Programa Gulbenkian de Língua e Cultura Portuguesas (desde 2012). Como musicólogo e historiador cultural, é autor de diversos estudos sobre História da Música Portuguesa, dois dos quais receberam o Prémio de Ensaísmo Musical do Conselho Português da Música (1984 e 1991), bem como de largo número de artigos científicos publicados em revistas e obras coletivas especializadas, tanto portuguesas como internacionais.

0 comentários:

Enviar um comentário