Imprensa Nacional marca presença na Feira Internacional do Livro de Guadalajara 2018, que arranca já amanhã




Festa dos livros, da literatura, da arte e da cultura, a Feira Internacional do Livro (FIL) de Guadalajara, no México, é o principal evento dedicado ao negócio do livro da América Latina e a segunda maior feira internacional do livro do mundo, logo a seguir à de Frankfurt, na Alemanha.

A 32.ª edição do evento, criado pela Universidade de Guadalajara, arranca já amanhã, 24 de novembro, e prolonga-se até dia 2 de dezembro. Portugal é o convidado de honra. Da literatura à música, da arquitetura à gastronomia, a língua portuguesa vai estar em destaque. E cultura também.

Sobre a escolha de Portugal, o presidente da Feira do Livro de Guadalajara, Raúl Padilla López, afirmou que esta quis assinalar os 155 anos de relações diplomáticas entre os dois países. Esta que é uma participação que envolve vários organismos públicos, mecenato e parcerias privadas.

Manuela Júdice é a comissária da participação portuguesa na Feira do Livro de Guadalajara sendo também a responsável pela programação das atividades portuguesas no evento, um programa que inclui visitas a escolas, lançamento de livros, sessões de leitura e encontros com leitores.

São cerca de 40 os autores portugueses, e autores do espaço da lusofonia, presentes no certame, representando várias gerações e alguns deles já galardoados com o Prémio Camões.

Entre eles, Adélia Carvalho, Afonso Cruz, Alexandra Lucas Coelho, Ana Luísa Amaral, Ana Margarida de Carvalho, António Carlos Cortez, António Jorge Gonçalves, António Lobo Antunes, Carlos Reis, Dulce Maria Cardoso, Filipa Leal, Francisco José Viegas, Germano Almeida, Gonçalo M. Tavares, Hélia Correia, Inês Fonseca Santos, Isabela Figueiredo, Isabel Rio Novo, Jerónimo Pizarro, João de Melo, João Luís Barreto Guimarães, João Pinto Coelho, João Tordo, José Eduardo Agualusa, José Luís Peixoto, Lídia Jorge, Margarida Vale de Gato, Maria do Rosário Pedreira, Mia Couto, Miguel Miranda, Nuno Júdice, Ondjaki, Pedro Mexia, Pedro Serra, Ricardo Araújo Pereira, Rui Cardoso Martins, Rui Cóias, Rui Vieira Nery, Rui Zink, Teolinda Gersão, Valter Hugo Mãe e Vasco Gato. Manuel Alegre não estará presente por questões de saúde mas será um dos escritores em destaque na Feira. O seu livro Todos os Poemas São de Amor vai contar com uma edição mexicana que será apresentada em Guadalajara.

Na música, Ana Bacalhau, Capicua, Dead Combo, Amor Electro, Kátia Guerreiro, Gil do Carmo, Moonspell, Camané e Luís Represas estão entre os artistas que vão atuar em Guadalajara.

No cinema, 12 longas-metragens baseadas em livros de escritores portugueses e 7 curtas-metragens farão a Mostra de Cinema português. Uma abelha na chuva, de Fernando Lopes, Vale Abraão e Singularidades de uma rapariga loira, de Manoel de Oliveira, A costa dos murmúrios, de Margarida Cardoso, A corte do Norte” e Filme do Desassossego, de João Botelho, passarão no grande ecrã.

O programa de teatro passará pela apresentação de duas peças: By Heart de Tiago Rodrigues e Consentim(i)ento - A Perda do Paraíso, uma produção de Cassefaz com João Grosso e Pedro Barbeitos.

Quanto ao bailado acontecerá com Lídia, com coreografia de Paulo Ribeiro e música de Luís Tinoco, a cargo da Companhia Nacional de Bailado.

Nas exposições, Portugal levará para o México desde os conhecidos Lenços dos Namorados, às obras de Ana Hatherly e de Almada Negreiros.

O arquiteto João Luís Carrilho da Graça vai ser homenageado no encontro de arquitetura da Feira.

Prevista está também uma evocação a José Saramago, nos 20 anos da atribuição do Nobel da Literatura.

A participação portuguesa contará ainda com a presença de editores, designers, ilustradores, bem como uma mostra de gastronomia sob responsabilidade do Chef Luís Tarenta e provas de vinhos portugueses.

O Pavilhão de Portugal na Feira de Guadalajara, desenhado pelos arquitetos João Santa-Rita e Pedro Guedes Lebre, terá uma livraria com mais de mil títulos da literatura em língua portuguesa e um espaço da agência para o investimento AICEP.

No dia do encerramento, espera-se a presença do primeiro-ministro, António Costa, que passará o testemunho à Índia, convidado de honra de 2019.

No total, a Feira Internacional do Livro de Guadalajara, conta ter um total de 800 escritores, a presença de mais de 20 mil profissionais ligados ao mercado livreiro, mais de 2.000 editoras e 400 mil títulos de 47 países.

A Imprensa Nacional marcará presença neste grande festival do livro e que será também uma grande oportunidade para dar a conhecer a cultura portuguesa ao mundo.

0 comentários:

Enviar um comentário