«O Parnaso Timorense», de Nino Mesquita


A 28 de novembro de 1975, Xavier do Amaral proclamou unilateralmente a independência de Timor-Leste pela Fretilin. A independência foi interrompida com a invasão da Indonésia, a 7 de dezembro de 1975, e restaurada 27 anos depois, a 20 de maio de 2002.Timor-Leste tornava-se, então, o primeiro novo Estado soberano do século XXI.
A nossa sugestão do dia é O Parnaso Timorense, de Nino Mesquita - livro vencedor do Prémio Literário INCM/Ruy Cinatti, em 2012.

0 comentários:

Enviar um comentário