«Obra Completa de Vitorino Nemésio» recebe o primeiro volume da série Teatro e Ficção



Depois Poesia 1916-1940, acaba de sair do prelo o primeiro volume da série Teatro e Ficção da renovada coleção «Obra Completa de Vitorino Nemésio». Intitula-se: Amor de Nunca Mais, O Paço do Milhafre e o Mistério do Paço do Milhafre.

Amor de Nunca Mais, trata-se da única peça de teatro conhecida de autoria de Vitorino Nemésio. Foi publicada «em Angra do Heroísmo em 1920, pela Livraria Editora Andrade e levada à cena a 26 de março do mesmo ano, no Teatro Angrense, pela Companhia de Carlos de Oliveira, do Teatro São Luís, então em digressão pelos Açores», pode ler-se na Nota Editorial assinada por Chloé Pereira e Luiz Fagundes Duarte, coordenador editorial desta coleção.

Seguem-se neste volume os contos O Paço do Milhafre, publicado pela primeira vez em 1924 e O Mistério do Paço do Milhafre, publicado 25 anos depois, em 1949, como explica Urbano Bettencourt na nota que antecede estas duas narrativas.

« A minha primeira Ficção está no Paço do Milhafre (1924), onde me conto diretamente ('Ante-manhã') e circunstancialmente a infância (pessoas e coisas) nos restantes contos ou, mais propriamente, narrativa»
Vitorino Nemésio em carta a Hélio Simões, datada de 9 de junho de 1969

Com esta edição, destinada a um público vasto, em que cada volume é revisto e apresentado por um especialista na matéria, a Imprensa Nacional em parceria com a editora Companhia das Ilhas pretendem dar um contributo decisivo para a divulgação e o conhecimento da obra de um dos escritores que ficará para a história da literatura portuguesa do século xx: Vitorino Nemésio.

0 comentários:

Enviar um comentário