As «Rimas» de Michelangelo Buonarroti vão inaugurar a coleção «Itálica»




18 de fevereiro 1564

Morre, em Roma, Michelangelo Buonarroti.

Michelangelo Buonarroti foi um dos mestres da Renascença e autor de verdadeiras obras-primas como a estátua de David, a Pietà ou o fresco do Juízo Final, pintado na Capela Sistina.

Além de pintor, escultor e arquiteto o florentino Michelangelo, ou simplesmente Miguel Ângelo, foi também poeta (e já de inspiração humanista).

Alguns dos seus poemas foram mesmo transpostos para a música, nomeadamente por Benjamin Britten (Sete Sonetos de Michelangelo) ou por Dmitri Chostakovitch (Suite sobre os versos de Michelangelo).

E, agora as boas notícias: muito em breve vai poder lê-los em português!

Isto porque a nova coleção da Imprensa Nacional «Itálica», dedicada a grandes escritores italianos, e com António Mega Ferreira como diretor literário, vai inaugurar precisamente com as Rimas de Michelangelo Buonarroti, traduzidas por João Ferrão e também com as de Guido Cavalcanti, cuja tradução é de A. Filipa Santos (prémio e menção honrosa do Prémio INCM/Vasco Graça Moura — Tradução, respetivamente).

Fique atento!

0 comentários:

Enviar um comentário