Cucha Carvalheiro e Fernanda Lapa apresentam «Francisco Palha» e «António Pinheiro» no TNDM II | 23 de fevereiro | 17h00



Dia 23 de fevereiro, próximo sábado, pelas 17h00, no átrio do Teatro Nacional D. Maria II, em Lisboa, celebram-se dois grandes nomes do teatro em Portugal com o lançamento de mais dois volumes da coleção «Biografias do Teatro Português», uma coleção da Imprensa Nacional em parcerias com o Teatro Nacional D. Maria II e o Teatro Nacional de São João. A entrada é gratuita.

Francisco Palha, de Levi Martins, é o sétimo volume desta coleção que conta com a coordenação científica de Maria João Brilhante e Ana Isabel Vasconcelos (CET-FLUL).


Francisco Palha (1827-1890) foi o principal promotor da construção do Teatro da Trindade, em Lisboa, e o seu primeiro empresário. Apesar da reconhecida importância deste seu empreendimento, que em 2017 celebrou 150 anos de existência, houve todo um percurso anterior, até agora esquecido, e que explica o sucesso então alcançado com aquela nova sala de teatro. Com uma abordagem arguta e uma escrita marcadamente pessoal, Levi Martins irá surpreender o leitor pela forma desafiadora como percorre as sucessivas etapas de vida de uma personalidade que, desde cedo, se envolveu nas lides teatrais.


Fernando Palha será apresentado pelo autor e por Cucha Carvalheiro.

Quanto a António Pinheiro, de Eugénia Vasques, é o oitavo volume da coleção e será apresentado pela autora e por Fernanda Lapa.

Recorde-se que António Pinheiro (1867-1943), considerado um dos atores portugueses mais inteligentes e instruídos da sua geração.

Neste livro, Eugénia Vasques, apoiada em provas documentais, algumas das quais inéditas, guia-nos pelo longo e riquíssimo percurso artístico de Pinheiro, recordando aspetos marcantes da sua vida pessoal e sublinhando o seu empenho na luta associativa em defesa dos profissionais de teatro, tudo isto inserido num contexto social e profissional que nos permite avaliar a relação de Pinheiro com os seus pares bem como o seu posicionamento relativamente às tendências estéticas da época.


0 comentários:

Enviar um comentário