Passatempo | Mensagem e Poemas Publicados em Vida, de Fernando Pessoa



«Sou um nacionalista místico, um sebastianista racional», escreveu Fernando Pessoa sobre o único livro de poemas em português que publicou em vida: Mensagem, saído a 1 de dezembro de 1934, um ano antes da morte do poeta.

A obra iniciada em 1913 foi terminada em 1934. Ou seja, Pessoa demorou cerca de vinte e um anos a terminá-la.

Sabe-se que Mensagem não foi o título inicialmente escolhido por Pessoa. Na sua mente, tinha inicialmente o título Gládio, que era em simultâneo o título de um poema escrito, precisamente, em 1913.

Mais tarde, Pessoa pensou dar outro título à obra: «Portugal».

Mensagem surgiu, então, como uma terceira, definitiva e derradeira escolha de última hora. E o próprio explica como:

O meu livro Mensagem chamava-se primitivamente Portugal. Alterei o título porque o meu velho amigo Da Cunha Dias me fez notar — a observação era por igual patriótica e publicitária — que o nome da nossa Pátria estava hoje prostituído a sapatos, como a hotéis a sua maior Dinastia. «Quer V. pôr o título do seu livro em analogia com "portugalize os seus pés?"» Concordei e cedi, como concordo e cedo sempre que me falam com argumentos. Tenho prazer em ser vencido quando quem me vence é a Razão, seja quem for o seu procurador.
Pus-lhe instintivamente esse título abstracto. Substituí-o por um título concreto por uma razão...
E o curioso é que o título Mensagem está mais certo — àparte a razão que me levou a pô-lo — de que o título primitivo.
Deus fala todas as línguas, e sabe bem que o melhor modo de fazer-se entender de um selvagem é um manipanso e não a metafísica de Platão, base intelectual do cristianismo. Reservo-me porém o direito de pensar que tal forma da religião é uma forma inferior. É sem dúvida necessário que haja quem descasque batatas, mas, reconhecendo a necessidade e a utilidade do acto descascador, dispenso-me de o considerar comparável ao de escrever a Ilíada. Não me dispenso porém de me abster de dizer ao descascador que abandone a sua tarefa em proveito da de escrever hexâmetros gregos.

s.d.
Sobre Portugal - Introdução ao Problema Nacional. Fernando Pessoa (Recolha de textos de Maria Isabel Rocheta e Maria Paula Morão. Introdução organizada por Joel Serrão.) Lisboa: Ática, 1979. - 53

O desafio que temos para si é o seguinte: Que título alternativo daria a esta obra, onde em 44 poemas, divididos em três grande partes — Brasão, Mar Português e O Encoberto — Fernando Pessoa conta os séculos de história, glórias e tormentas que Portugal viveu?

Envie-nos o título mais original e habilite-se a ganhar um exemplar da Edição Crítica de Mensagem e Poemas Publicados em Vida.

Vamos divulgar todos os títulos que nos enviarem na nossa página do facebook. O dono do título alternativo com mais «gostos» ganha. Envie o seu título para o mail prelo.incm@gmail.com ou por mensagem interna para a nossa página do facebook!

É válida uma candidatura por pessoa.

Tem até dia 22 de fevereiro para participar!
Boa sorte!


0 comentários:

Enviar um comentário