Brahms/Sérgio Azevedo: Quintetos com Clarinete, dia 30 de maio, na Biblioteca da Imprensa Nacional



A Temporada Música de Câmara 2018/2019 prossegue na Biblioteca da Imprensa Nacional com Brahms/Sérgio Azevedo: Quintetos com Clarinete, pelos Solistas da Metropolitana.

Na próxima quinta-feira, dia 30 de maio, pelas 18h30, poderá ouvir Nuno Silva no clarinete, José Pereira e Joana Dias nos violinos, Joana Tavares na viola e Catarina Gonçalves no violoncelo.

O programa:

S. Azevedo Quinteto com Clarinete
J. Brahms Quinteto com Clarinete, Op. 115


Como sempre, a entrada é livre.

Quando juntamos um instrumento de sopro à formação clássica do Quarteto de Cordas, logo surgem muitas possibilidades criativas. Mas também se torna mais difícil garantir a coerência sonora, por serem identidades tímbricas aparentemente distantes, e porque é grande a tentação de destacar aquilo que é «diferente» na condição de solista. Neste programa, os Solistas da Metropolitana interpretam dois Quintetos para Clarinete e Cordas que, apesar de terem sido compostos em épocas distintas, dialogam entre si. O Quinteto Op. 115 foi uma das últimas composições de Johannes Brahms. Data de 1891, quando já todos pensavam que se havia reformado. O pretexto para o seu «regresso» foi o entusiasmo que sentiu ao ouvir tocar o clarinetista Richard Mühlfeld (1856-1907). Logo compôs esta obra de ânimo enérgico, mas sobre a qual paira uma aura de melancolia e tristeza que não passa despercebida. Este contraste é particularmente evidente a meio do segundo andamento, quando a parte de clarinete sobressai num registo histriónico, inspirando-se na música tradicional cigana, mas sobre uma sonoridade lúgubre mantida pelas cordas. Sérgio Azevedo inspirou-se, precisamente, neste marco incontornável do repertório de câmara, e compôs em 2011 uma obra para a mesma formação. Abandonou-se assim num exercício reminiscente, envolto nessa mesma melancolia tardo-romântica e nos encantos bucólicos da Boémia oitocentista, mas com a fixação introspetiva do nosso tempo.

www.metropolitana.pt


0 comentários:

Enviar um comentário