Novidades | Catálogo Mude | Fernando Lemos - Designer




Fernando Lemos Designer é o catálogo da exposição homónima organizada pelo MUDE - Museu do Design e da Moda, Coleção Francisco Capelo, que estará patente na Cordoaria Nacional, de 6 de junho a 6 de outubro de 2019. Este cátálogo é um guia indispensável e uma revelação do trabalho gráfico deste artista multidisciplinar que se notabilizou também pela fotografia, pintura e design (gráfico e industrial).

Chico Homem de Melo é designer, professor e investigador de design gráfico produzido no Brasil. Foi ele que formulou a conceção curatorial, realizou a pesquisa e redigiu os textos da exposição e do catálogo Fernando Lemos Designer, a primeira exposição antológica de Fernando Lemos, como designer e artista gráfico, figura de referência ímpar da nossa cultura, com 230 peças.

Já o conhece o catálogo desta exposição?

A obra de design de Fernando Lemos é uma lufada de ar fresco.

Pensar com liberdade é a tónica de seu trabalho. Sob vários aspetos, o panorama do design contemporâneo é desolador. Regras, regras e mais regras comandam a produção quotidiana. No mundo inteiro, posturas normativas predominam no ensino e na prática do design, e obedecer-lhes virou sinónimo de qualidade projetual. O design de Fernando Lemos é um contraponto necessário e urgente a esse cenário.

Falar de Fernando Lemos é tarefa difícil: ele não cabe numa única nacionalidade — é português, é brasileiro; também não cabe numa única designação profissional — é designer, artista visual, fotógrafo, muralista, poeta, pensador da cultura. Essa talvez seja a sua peculiaridade como criador, ser um e ser tantos. Diante disso, adotar a expressão «Fernando Lemos Designer» como título de uma exposição é indubitavelmente uma forma redutora de tratar a multiplicidade do seu trabalho. No entanto, mesmo que o termo seja impreciso, optamos por adotálo aqui, entendendo essa escolha como uma estratégia para se aproximar de uma obra tão diversa e tão cheia de tensões.

O próprio Lemos gosta de afirmar que, em tudo que faz, é sempre designer. Ou seja, ele entende que o termo tem suficiente abrangência para resumir a sua forma peculiar de produzir linguagem. Esse é mais um motivo para justificar a realização de uma exposição dedicada à sua produção no campo mais estrito do design gráfico.

O vínculo de Fernando Lemos com instituições formais de ensino foi breve. Limitou-se ao período de formação na juventude, em Portugal, na segunda metade dos anos de 1940, em cursos ligados às artes visuais. A partir daí, o seu apetite pela reflexão e pelo debate foi exercido nas interlocuções com os parceiros de geração. Trata-se de um caso raro de criador marcadamente intelectualizado que se manteve distante da academia.

Talvez venha daí a sua prática de pensar com liberdade, solto das amarras das cartilhas doutrinárias e das leis do «bom design».

A exposição e o catálogo estão estruturados em módulos, cada um deles abordando uma faceta da sua obra. Desde o início, a ideia que norteou o processo de seleção e organização das peças foi criar «ilhas»
temáticas que traduzissem a diversidade da sua produção. Surgem daí aproximações e contrastes, diálogos e atritos. A intenção era que, quando reunidas, as ilhas formassem o «arquipélago Fernando Lemos».

Aqui está ele, um convite a um passeio por paisagens gráficas variadas, cheias de surpresas e, ao mesmo tempo, todas elas partilhando um único código genético chamado Fernando Lemos.

Chico Homem de Melo in Catálogo Fernando Lemos - Designer





0 comentários:

Enviar um comentário