Edições Gratuitas | Catálogo da Exposição | Lusitânia Romana. Origem de Dois Povos | MNA



A Imprensa Nacional e o Museu Nacional de Arqueologia (MNA) uniram-se em mais num programa desafiante, para que os amigos da cultura portuguesa usem o seu tempo para ler produtos culturais de qualidade, colocados à sua disposição em acesso aberto nos sites de ambas as instituições. As duas instituições disponibilizam, às 5.ªs-feiras, os catálogos feitos em parceria de algumas das exposições que estiveram patentes no MNA, ou seja disponibilizam obras fundamentais da Cultura Portuguesa. Nestes catálogos preserva-se e divulga-se o essencial da nossa memória e do nosso património cultural de que os museus nacionais são os fiéis guardiões.

Nesse sentido, escolhemos obras de grande qualidade académica e científica, de inegável interesse, para chegar junto de diferentes tipos de públicos, permitindo-lhes encontrar também nos domínios da Arqueologia e da História material de referência a reflexão especialmente necessária neste intenso e incerto momento histórico que vivemos. Hoje fica disponível o cátálogo:

Lusitânia Romana. Origem de Dois Povos (2.ª edição, 2018) (clique aqui para começar a visita)

Síntese apresentada em três Museus Nacionais de Arqueologia (Mérida, Lisboa e Madrid) sobre a província romana da Lusitânia e os seus antecedentes. Como evoluiu um território ocupado por uma grande diversidade de povos e com grande variedade e riqueza de produtos endógenos e se constituiu, durante o principado de Augusto, na mais ocidental de todas as províncias romanas, transformando um território outrora finis terrarrum numa área central na articulação do Mediterrâneo com o Atlântico?

Recordamos que na passada semana ficou disponível o catálogo Loulé. Territórios, Memórias, Identidades, uma resenha monográfica de 7000 anos de arqueologia e história de um concelho cujo acervo é fundacional nas coleções do Museu Nacional de Arqueologia. Loulé é um concelho geograficamente central no Algarve, com uma orografia diferenciada, o maior município algarvio em área, que atravessa e liga o litoral oceânico ao Baixo Alentejo, e possui importantes vestígios de ocupações humanas na Pré- e Proto-História, na época romana, islâmica e medieval.

Na próxima 5.ª feira, dia 23 de abril, ficará disponível o catálogo O Tempo Resgatado ao Mar.

Boas visitas!

1 comentário: