Entre Ideias de Progresso e Sinais de Alarme | Vol. 04 | «250 Anos da Imprensa Nacional. Uma Breve História»



Esta edição, em formato exclusivamente digital, constituída por 10 pequenos volumes, é uma breve síntese adaptada a partir da obra Indústria, Arte e Letras.250 Anos da Imprensa Nacional, da autoria de Maria Inês Queiroz, Inês José e Diogo Ferreira, publicada pela Imprensa Nacional em 2019, com design da fba.

Este 4.º volume, Entre Ideias de Progresso e Sinais de Alarme, compreende o periodo da história da Imprensa Nacional (e do país e do mundo) que vai das últimas quatro décadas do século XIX e aos primórdios do século XX.


A partir da década de 1860, a Imprensa Nacional encontrava-se num patamar de igualdade em relação às suas congéneres europeias, respondendo a encomendas públicas e privadas, diversificando a oferta de tipos da sua Fundição e assegurando a impressão do Jornal Oficial e dos debates parlamentares. A formalização das escolas e a especialização técnica e artística refletiam-se agora na qualidade das obras produzidas e nos sucessivos prémios obtidos em exposições internacionais, como se confirmou pela medalha de ouro obtida na Exposição Universal de Paris em 1867. No último quartel do século xix, a crise financeira, associada à crise da própria monarquia, deixou os seus reflexos na Imprensa Nacional, que se debateu com dívidas crescentes e algumas tensões internas. Manteve, no entanto, a qualidade artística e a competência técnica, agora praticadas num moderno edifício industrial.

in 250 anos da Imprensa Nacional. Uma Breve História



0 comentários:

Publicar um comentário