Poesia pelos Poetas | José Jorge Letria lê «Aviso aos Filhos»



O Livro Branco da Melancolia, publicado na coleção «Plural», em 2019, é uma antologia que reúne, propositadamente de forma continua e irreferencial, os mais significativos poemas de José Jorge Letria -  poeta, ficcionista e jornalista. O Livro Branco da Melancolia conta também com um prefácio de autoria de Yvette K. Centeno.  José Jorge Letria lê aqui o poema «Aviso aos Filhos».


Aviso aos Filhos

Filhos, eu já nada tenho que vos possa prometer,
a não ser a limpa ressonância de um nome
que é tanto vosso como meu.
Eu já não sei de esconderijos
em que possa ocultar-me
enquanto vocês correm atrás do eco
da minha voz sussurrada e distante,
eu já não sei de brinquedos
que vos possam entreter e divertir,
porque esse tempo se escoou há muito,
fio de água por entre os dedos,
carreiro de sílabas por entre os dias.
Filhos, eu comecei subitamente a envelhecer,
que não a envilecer, quando vocês
fizeram um dia as malas e partiram
para tornarem também audível o vosso nome
nos sítios onde um nome ainda conta, ainda vale.
Filhos, eu alerto-vos para os perigos
da selva voraz em redor de nós, e são medonhos.
Aí não há clemência nem brandura,
aí não há perdão nem acalmia,
e toda a vigilância é sempre pouca
quando as feras saltam ao caminho.
Filhos, por favor, contem aos vossos filhos
que eu ainda tive tempo de vos avisar,
tigre ferido pela memória de tudo quanto viu.

José Jorge Letria in O Livro Branco da Melancolia, pág. 407


0 comentários:

Publicar um comentário